7/27/2015

Seria possível haver uma Guerra Planetária em um futuro distante? [PARTE 1/3 - PESQUISA E MINERAÇÃO ESPACIAL]

Antes de começar a ler, tenha em mente de que tudo que você verá aqui é apenas uma teoria formada por várias informações reais sobre as chances de acontecer uma Guerra Planetária, e os planos de colonização de outros planetas.


[2012]


Curiosity, o rover mais avançado da NASA, pousa em Marte e começa sua missão de pesquisa em Aeoli Palus na cratera Gale.


O rover Curiosity tem o tamanho aproximado de um carro médio, pesa cerca de 900 Kg, e velocidade máxima de 90 metros por hora.

[2015]

NASA anuncia Missão Europa, para buscar vida em Europa, uma das luas de Júpiter.
A Agencia Espacial Norte-Americana anuncia um investimento de US$30 milhões para a fase de planejamento da missão e construção da sonda Europa Clipper, que será lançada por volta de 2020.
Europa é uma lua de gelo que abriga um gigantesco oceano liquido sob sua superfície. Os cientistas suspeitam que pode haver de 2 a 3 vezes mais água do que a Terra.


Europa é um pouco menor que nossa Lua, suas veias marrons ainda são um mistério, mas a principal teoria é a de que são lugares onde a crosta de gelo se partiu, permitindo que a água quente e suja saísse e congelasse em seguida.

DSI da inicio à mineração espacial.
A Deep Space Industries começa a lançar seus satélites para extrair minérios de asteroides e meteoroides que vagueiam pelo espaço.

Os satélites de comunicação são lançados;


Unidades Firefly são lançadas para localizar e avaliar recursos;


Unidades Dragonfly são lançadas para coletar e transportar recursos;


Após o transporte, a unidade de processamento é acoplada.


A mineração espacial pode gerar entre US$5 e US$8 milhões por mês.